Tags

, , ,

Como um bom pedestre eu não poderia deixar de começar essa série sobre falta de civilidade falando sobre algo surreal aqui no Brasil: a faixa de pedestre. Dizem que faixa de pedestre são aquelas listras brancas no asfalto onde o pedestre pode ser atropelado sem ser advertido pelo guarda nem xingado pelo motorista.

Só mesmo o guarda Abel da novela acredita na eficiência da faixa de pedestre. Mas ai não conta, afinal ele também acredita que uma mulher como a Norminha pode ser uma dona de casa pacata e fiel…

O fato é que essa sinalização se tornou um círculo vicioso no trânsito brasileiro: os pedestres não atravessam na faixa porque sabem que os motoristas não respeitam. Os motoristas não respeitam porque não há fiscalização. A fiscalização não é rígida porque… Deus sabe!

O fato é que vivemos a cultura da falta de civilidade, da moral duvidosa, da ética flexível. Sim, amigo filósofo, a ética normalmente se adequa à cultura local e ao momento histórico, mas não precisa exagerar né meu país! No Brasil impera a ética da oportunidade. É feio político dar emprego para parente. Mas se o parente for eu, aí eu vou ficar muito P se a vaga não for minha… e por ai vai.

Mas voltando às faixas de pedestre (que deveria ser vermelhas-sangue), o fato é que o simples ato de exercer o direito de ir e vir nas vias públicas seria bem mais fácil e agradável se as pessoas se dessem ao “luxo” de parar antes dessa sinalização quando o semáforo fechasse, Ou se outros não achassem que aquela marcação no chão significa “vaga reservada para caras de pau”.

Que bonito!

Que bonito!

Na foto o flagrante. Era sábado, bairro nobre de São Paulo. Um casal de meia idade, aparentemente abastado (no Ceará eu chamaria de abestado mesmo) simplesmente estaciona o carrão ai na faixa e sai com ar de “finge de louca, bem”. Infelizmente não é uma exceção, é a regra cotidiana! Todos os dias me deparo com a cena. Você não?

Até em Brasília, onde era comum você colocar o pezinho na faixa e os carros pararem imediatamente, a regra está se esfacelando. Em Fortaleza, a faixa só é respeitada dentro do aeroporto. O que pode causar equívoco mortal nos turistas estrangeiros ao tentarem repetir o gesto em qualquer outro lugar da cidade.

Para finalizar, para na faixa de pedestre é infração leve a média , com multa de 50 a 80 UFIR mais 3 a 4 pontos da carteira de motorista (dependendo da situação). Nesse mundo de big-broders pena que não há um lugar para onde a gente pudesse mandar flagrantes como esse como prova da infração. Se os pedestre pudesse ajudar na fiscalização, talvez as coisas começassem a mudar. Amem.